sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

A Revolução Industrial da Idade Média - Jean Gimpel



    No espírito dos nossos contemporâneos, a revolução industrial anda invariavelmente associada aos séculos XVIII - XIX. É neles que situam a renovação das fontes de energia, o progresso tecnológico e os fenômenos sociais a que então se assistiu, desde a proletarização dos trabalhadores até às suas reivindicações, às greves, às lutas de classe... Num livro de extraordinário interesse de profunda erudição, Jean Gimpel desmente este preconceito e mostra ser na Idade Média que deve situar-se, em rigor, a primeira revolução industrial - uma revolução industrial determinada pela renovação das fontes de energia, por um prodigioso progresso tecnológico, e a que não faltam os problemas sociais que acompanharam a sua homóloga dos tempos modernos. Também aqui se assistiu à proletarização deliberada e ao eclodir da luta de classes, traduzida em reivindicações e greves... É assim que nos surge uma Idade Média diferente, que, longe de ter sido um tempo de trevas, aparece aos nossos olhos como um dos períodos mais fecundos da história dos homens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário